Ramon dá show, Brasiliense goleia e termina primeira rodada na ponta do Candangão

O último reforço do Brasiliense para temporada foi o meio-campista Ramon. Jogador do clube em 2014, ele voltou prometendo ser uma nova pessoa e com espírito de atleta. E pela estreia do ex-Flamengo, a aposta valeu a pena, mostrando que era a peça que faltava para ao time. Quatro dos cinco gols da vitória por 5 a 2 sobre o Santa Maria saíram dos pés dele, garantindo os três pontos na abertura do Candangão e a liderança por conta do número de gols marcados.

O meia pode não ter marcado o seu gol, mas foi fundamental no confronto deste domingo (31/1), no complemento da primeira rodada. Os passes refinados mostram o porquê de ele ter conquistado o título de melhor jogador do Mundial Sub-17 em 2005. “É um costume dar assistências. Até o pessoal do time às vezes me cobra pra eu arriscar mais, mas já virou um hábito”, explicou o meia-atacante após o jogo.

Foram apenas três minutos para que o jogador provasse o seu alto rendimento, iniciando a jogada do primeiro gol, marcado pelo lateral-esquerdo Kaká. Com o decorrer do jogo, o meia cadenciou o jogo, colocou os atacantes na cara do gol em várias oportunidades, mas a falta de precisão impediu uma goleada logo no ínico. O segundo gol do Brasiliense saiu novamente dos pés do craque do time. Caio fez uma tabelinha com o meia, Ramon encontrou um espaço, onde não tinha, para devolver a Caio e finalizar.
Sustos
Na segunda etapa, o Brasiliense teve um apagão por alguns minutos. Tanto que o Santa Maria cresceu no jogo. Aos sete minutos, Paixão acertou uma bola no travessão, assustando o goleiro Deivisson, que até então não havia sido testado. Aos 14, o time grená marcou o gol. Maykon recebeu na entrada da área, driblou o lateral-esquerdo Kaká e bateu rasteiro, no canto direito de Deivisson.

Para piorar, o Brasiliense começou a pecar ainda mais na finalização, principalmente com o atacante Laécio. O centroavante do Jacaré teve duas boas oportunidades, sendo a melhor delas aos 20 minutos, num chute fraco, no meio do gol e nas mãos do goleiro Hanz.

Brilho
Três minutos depois, a estrela de Ramon voltou a brilhar. O meia recebeu passe de Laécio e cortou dois defensores. Até tinha a chance de chutar. Mas, preferiu servir de garçom para consagrar Caio, que marcou seu segundo gol no jogo. “Ele é um jogador diferenciado”, assumiu o autor de dois gols do Jacaré ao falar sobre Ramon.

Nem mesmo o gol de pênalti do Santa Maria, aos 24 minutos, um minutos após o terceiro gol do Brasiliense, impediu a vitória até tranquila do Jacaré. O time começou a cadenciar a partida, prendendo a bola no ataque. Tanto que deu tempo para que o atacante Gilvan, que entrou no fim do jogo, marcar dois gols, um aos 41 (com passe de Ramon) e outro aos 46, sacramentando o 5 a 2.

Outros jogos
Além da goleada do Brasiliense, outras duas partidas completaram a rodada nesse domingo. O Gama teve trabalho para vencer o Planaltina-GO por 3 a 1. O atual campeão candango saiu em desvantagem, com um gol de Júlio César. A virada veio apenas no segundo tempo, com gols de Grampola, Dodo e Fábio Gama.

Já em Luziânia-GO, outro favorito ao título candango, venceu o Paracatu-MG por apenas 1 a 0, com gol de Aldo. O resultado chega a ser surpreendente, já que o time mineiro conseguiu inscrever apenas oito jogadores profissionais para a partida, levando outros seis jogadores das categorias de base para a partida.