Pesquisa do Ministério do Esporte mostra que estádios do DF estão abaixo da média

Brasília (DF), 26/11/2015 – Centro de Treinamento do Gama – Foto, Michael Melo/Metrópoles

O Ministério do Esporte lançou nesta quinta-feira (28/1), o Sistema Brasileiro de Classificação dos Estádios (Sisbrace). O estudo propõe a melhoria das arenas em termos de conforto, segurança, acessibilidade e condições sanitárias e de higiene. E dos seis estádios do Distrito Federal analisados, somente um recebeu cinco estrelas (no caso do sistema, bolas): o estádio Mané Garrincha.

Além do Mané Garrincha, outros cinco estádios foram avaliados: Bezerrão (Gama), Abadião (Ceilândia), Augustinho Lima (Sobradinho), Serejão (Taguatinga) e o Serra do Lago (Luziânia, mas utilizado no Candangão). Destes, somente o Bezerrão está dentro da média, com três estrelas (destaque para ‘Segurança’ e ‘Conforto e Acessibilidade’), mas com fortes críticas quanto a higiene do estádio, recebendo nota um.

Os demais estádios do DF receberam apenas duas estrelas. Destaque para o Augustinho Lima, que recebeu três estrelas no quesito higiene, e ao Serra do Lago, com nota três em segurança. Os estádios de Luziânia e Taguatinga tiveram a mesma nota de higiene do Bezerrão. Nos quesitos ‘Segurança’ e ‘Conforto e Acessibilidade’, os estádios de Taguatinga, Sobradinho e Ceilândia receberam nota dois. O Abadião recebeu nota dois em todos os quesitos.

O principal estádio do Distrito Federal, o Mané Garrincha ganhou cinco estrelas na classificação geral, mas pecou no quesito ‘Conforto e Acessibilidade’ e ‘Higiene’, com nota quatro.

Pesquisa
Ao todo, foram visitados pelo Sisbrace 155 estádios em 129 cidades em todo o Brasil. A nova etapa do estudo será feita neste ano, com a classificação de outros 140 estádios. Pelo que foi apresentado pelo Ministério do Esporte, o objetivo não é estabelecer um ranking ou comparar as arenas, já que cada uma conta com suas peculiaridades.

A validade da classificação inicial é de três anos. Uma nova avaliação pode ser solicitada pelos gestores dos estádios antes do término do período, a fim de que seja verificado o atendimento às exigências e sempre que o responsável pelo estádio entender que melhorias e adequações realizadas justificam o pedido.

Confira a pontuação de cada um dos estádios utilizados por times do DF

Estádio Mané Garrincha
Local: Brasília-DF
Capacidade: 71.400
Classificação geral: Cinco bolas
Segurança: Cinco bolas
Conforto e Acessibilidade: Quatro bolas
Higiene: Quatro bolas

Estádio Bezerrão
Local: Gama-DF
Capacidade: 20.000
Classificação geral: Três bolas
Segurança: Três bolas
Conforto e Acessibilidade: Três bolas
Higiene: Uma bola

Estádio Abadião
Local: Ceilândia-DF
Capacidade: 4.000
Classificação geral: Duas bolas
Segurança: Duas bolas
Conforto e Acessibilidade: Duas bolas
Higiene: Duas bolas

Estádio Augustinho Lima
Local: Sobradinho-DF
Capacidade: 15.000
Classificação geral: Duas bolas
Segurança: Duas bolas
Conforto e Acessibilidade: Duas bolas
Higiene: Três bolas

Estádio Serejão
Local: Taguatinga-DF
Capacidade: 27.000
Classificação geral: Duas bolas
Segurança: Duas bolas
Conforto e Acessibilidade: Duas bolas
Higiene: Uma bola

Estádio Serra do Lago
Local: Luziânia-GO
Capacidade: 21.564
Classificação geral: Duas bolas
Segurança: Três bolas
Conforto e Acessibilidade: Duas bolas
Higiene: Uma bola